Jornalistas do DP e Folhape discutem sobre irregularidades trabalhistas e previdenciárias

postado em: Notícias | 0

Reunidos em Assembleia Geral, realizada na quinta-feira (19/09), no Armazém do Campo, bairro de Santo Antônio/ Recife, os jornalistas do Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco, além de diretores do Sinjope, discutiram sobre o cenário cada vez mais difícil dos profissionais que estão com salários, FGTS e INSS atrasados. Ao final da Assembleia foram aprovadas e deliberadas as seguintes propostas pelos jornalistas:

1. Elaboração de carta aberta sobre a realidade enfrentada pelos jornalistas dos dois jornais, de salários, FGTS e INSS em débitos. Carta a ser divulgada nas redes sociais; encaminhadas para autoridades; e instituições solidárias à luta dos jornalistas, a exemplo da CUT e sindicatos, bem como distribuída em pontos estratégicos do Recife.

2. Produção de cards e vídeos sobre os problemas vividos pelas duas redações, versando sobre pontos como atraso salarial; não depósito do FGTS; desconto da parcela do INSS relativa ao trabalhador, como também da parte referente às empresas e o não repasse para o INSS; recolhimento e não repasse de recursos para o Sinjope; desrespeitando o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

3. Emprego de carros de som e faixas para divulgar junto à população os problemas enfrentados pelos jornalistas das duas redações, especialmente em dias em que a direção das duas empresas promova eventos públicos ou recebam visitantes ilustres.

4. A direção do Sinjope vai se reunir com sua assessoria jurídica para avaliar e, se necessário, ingressar com medidas legais contra tais empresas no Ministério Público do Trabalho, Superintendência Regional do Trabalho e Justiça.

Compartilhe

Deixe uma resposta